RSS

28 de ago de 2011

Negligência de senso humanitário

Nesta quarta-feira dia 24 de Agosto morrem no Pará dois gêmeos antes mesmo de nascerem.

A mãe Vanessa Santos, 27 anos, sentia fortes contrações e foi levada por seu companheiro e pai Raimundo Gomes, 33, até a Fundação Santa Casa de Misericórdia em Belém.

Vanessa enfrentava a nove meses uma gravidez de risco pois era portadora da doença de Lúpus, ela fazia acompanhamento regular por causa da gravidez de risco com um médico de confiança que afirmou uma semana antes do ocorrido que os bebes estavam saudáveis e que tudo indicava que iria ser um parto tranquilo e que eles iam nascer com saúde.
Mas isto foi posto em prova assim que ao chegar ao hospital sua entrada foi negada pelo porteiro que afirmava faltar leitos disponíveis, e lhes disse para procurar o hospital mais próximo: Hospital Gaspar Viana, aonde o atendimento foi negado novamente.

Sem ter como ir a algum outro lugar o casal ficou meia hora parados na calçada até que o corpo de bombeiros os socorreu e os levou a Santa Casa novamente aonde o atendimento foi novamente negado e não deixaram a ambulância entrar.
O parto teve que ser feito na viatura por um socorrista e infelizmente os bebes nasceram sem vida.
Um pouco depois as portas do hospital foram abertas e Vanessa foi atendida, haviam sim um leito disponível para o seu atendimento e a médica Cinthia Lins negou em seu depoimento a polícia que havia negado a entrada da mulher e que se houve algum problema a culpa foi do motorista da ambulância ou do porteiro.


Esse é só mais um caso de negligência de senso humanitário no mundo, mais uma família destruída, mais uma família que chegará em casa e encarará roupinhas e brinquedos que não serão utilizados.

Quantas mortes como essa já ocorreram nesse país, não só aqui como no mundo todo.


A omissão de socorro é um dos maiores crimes a serem cometidos por um médico, pois assim que se forma na faculdade e ingressa na carreira de saúde eles fazem um juramento perante a lei jurando que nunca omitiriam socorro a nenhum paciente, independente de cor, raça, religião ou qualquer outro motivo, em qualquer lugar aonde estiverem.
Mas a negligência de senso humanitário é um dos maiores crimes a ser cometido por qualquer ser humano, apesar de não ser reconhecido perante a lei e não haver punição a esse crime ele assombra a população mais do que pensamos.


Mas afinal o que é a negligência de senso humanitário.

Negligência de senso humanitário é quando uma pessoa comete atos como esse, não socorrer uma mulher grávida e negliênciar seu juramento, ou qualquer outro juramento que quanto mais passa o tempo mais deixam de valer algo.
Outro exemplo de negligência de senso humanitário é o que acontece durante essa greve que ocorre dos professores.
Depois de tantas greves o governo não toma providência alguma, e se alguma vez tomou foi um aumento de salário miserável para a carga horária e o trabalho que é ser um professor, uma das profissões mais importantes para a raça humana.

E governantes como Cid Gomes ainda tem a cara de pau de declarar: "Quem dá aula faz isso por gosto não pelo salário. Se quer ganhar melhor pede demissão e vai para o ensino privado".


Essa não é a primeira nem última negligênciação do governo, não só por declarações como por atos sujos de corrupção.
E agora me respondão, qual é a reação do povo.

A claro que eles reagem, várias revistas e jornais fazem matérias sobre o assunto, pessoas comentam revoltadas em redes sociais as vezes até levando a cassação do mandato de tal governante.

Mas logo depois aparece outro com a mesma história, a mesma lavação de dinheiro e o mesmo papo de sempre.
E quando isso vai acabar, nunca do jeito que estamos levando a situação.

Não que eu esteja culpando o governo por tudo, os professores também podiam ser menos radicais em seus protestos e não prejudicarem tanto os alunos que não tem culpa alguma, mas o difícil é como fazer isso porque desistir do aumento salarial é impossível e seria completamente errado, outra negligênciação, a negligênciação de seus direitos.

Mas parece que a negligenciação de seus direitos é a mais comum hoje em dia. Diante de toda essa corrupção, miséria, situações precárias e falta de senso humanitário o mais impressionante de tudo é a falta de reação do povo, manchetes sobre o assunto, texto como esse sempre haverão e sempre continuará existindo corrupção, miséria e etc, até que alguém se revolte contra esse sistema e cause mais uma revolução assim como as grandes revoluções que vemos em nossos livros de história, que sem elas hoje nosso mundo seria provavelmente muito pior.


E se agora eu lhes disser que toda essa negligênciação é toda culpa do capitalismo, não a culpa não é toda do capitalismo, mas grande parte se deriva a isso.
Como podemos pedir ao povo que vise solidariedade, compaixão e senso humanitário em vez do que como em exemplos acima ocorrem, de somente visar o dinheiro se vivemos em uma sociedade (capitalismo) que nos faz visar o lucro acima de tudo.


Me sinto como em um jogo de banco imobiliário ou um jogo da vida aonde o único objetivo é ver quem tem mais dinheiro no final, afinal porque será que esse jogo tem esse nome: "Jogo da vida". Será que é porque hoje estamos vivendo num mundo assim mesmo, aonde os objetivos da vida é acumular dinheiro e as maiores frustrações são as que envolvem dinheiro.


E como em todas as antigas e eternizadas revoluções que vemos quem gera revolução são os jovens que se revoltão contra o sistema e se tocam que querem um futuro melhor, um mundo melhor para seus filhos e netos viverem.


Mas como os jovens de hoje se revoltarão se eles não enxergam o mundo que há a sua volta, já estão tão acostumados desde que nasceram a ver em manchetes de jornais casos de corrupção que até pararam de prestar atenção, e quando poucos prestam atenção não passam de palavras de falsa ou até as vezes verdadeira revolta que são mascaradas pela mídia.

Como os jovens poderiam se revoltar se são protegidos pela mídia, por seus pais que sempre querem uma revolução, mas nunca querem que seus filhos participem dela, por seu mundinho limitado e predefinido por regras de uma sociedade que não vêem sendo revistas a muito tempo, e pela tela do computador aonde muitos como eu e você que está lendo isso agora se interessam pelo assunto e dão lições de moral mas na verdade se escondem por traz de uma tela composta de leds, o único lugar aonde se sentem seguros para expressar sua opnião.



Provavelmente se haver realmente mais uma revolução ela será movida pela internet, pelo mundo digital assim como promete o grupo anonymous e vários outros grupos, mas nunca iremos atingir ninguém e mudar algo se não sairmos do conforto de nossas casas e lutarmos realmente por isso, não que eu seja a favor de guerras, mas muitas vezes elas são necessárias se quisermos mudar a realidade em que vivemos, não lutar como os Estados Unidos luta a anos contra países no oriente médio matando inocentes, por causas que ninguém sabe ao certo.


Mas não há jeito de fazermos isso tão cedo pois os jovens não se dão conta do mundo em que vivem, e a maioria dorme durante as aulas de história e socialismo quando os professores exaustos por causa de seu trabalho e má recompensa explicam e vos contam sobre revolução francesa e a ditadura militar e tantas outras matérias.


E os poucos que se dizem revoltados só se consideram revoltados porque ouvem músicas diferentes, vestem roupas diferentes, andam com pessoas consideradas diferentes e cometem atos irracionais como beber até cair e pichar muros, coisas que eles pensam serem protestos mas também não levará a nada só piorará o mundo em que vivemos.

Então digamos que um dia eles se toquem de que tudo isso está errado e queiram mudar, o que faremos, explodir coisas até que nos ouçam, matar governantes, expulsar pessoas do nosso país até que cheguemos a uma conclusão. CLARO QUE NÃO, isso só seria mais uma negligenciação, a negligenciação da paz, mas que paz, aquela que já estamos negligenciando, só pode ser.


Mas infelizmente sei que seria impossível chegarmos a uma revolução sem estágios assim, estágios de guerra, como seria bom se conseguíssemos mudar o modo de governo que vivemos sobre ele sem guerras, acabar com esse capitalismo aonde as pessoas esqueceram o senso humanitário e só pensam no dinheiro.


O capitalismo confia muito na decisão dos governantes, que já provaram mais de uma vez não serem qualificados para cuidar de milhares de vidas, e isso não muda se mudar o partido político que se encontra no poder, não muda pois a humanidade já está toda estragada por essa obceção pelo dinheiro, uma coisa que não passa de um modo de tornar o comércio mais fácil entre as pessoas.
E não mudaria também se adotássemos o socialismo ou o anarquismo pois governos como esse confiam demais na humanidade que já foi estragada pelo capitalismo e sua obsessão por dinheiro.


Ou seja precisamos mudar muita coisa pra mudar o mundo em que vivemos, não é ir ali na igreja do seu bairro ou a um centro comunitário e fazer um trabalho voluntário que vai mudá-lo. Mas deixá-lo assim é que não podemos, se não nossos filhos irão nascer nesse mundo assim e a cada geração vai ficar mais impossível de haver uma revolta capaz de gerar uma revolução.



Gostaram, odiaram, se revoltaram, seja qual foi sua reação ao ler esse texto comente, mostre que você tem vós, e se acha que vale a pena divulgue esse texto.
Sei que a maioria assim que entrar nesse blog vai desistir de ler o texto assim que ver seu tamanho, então não precisa vir com comentários me alertando que preciso diminuir meus textos, vocês não tem noção de quantas vezes já ouvi isso mas nem sempre é possível produzir um texto de opinião que tenha qualidade sem ter um certo tamanho, afinal você não lê um livro por seu tamanho mas por seu conteúdo.

Me desculpe se ofendi qualquer coisa com esse texto é apenas uma mostra de MINHA opinião.


Bjs,

Mila

2 comentários:

Anônimo disse...

Adorei o texto Camila..adorei mesmo.Concordo que a situacao esta cada vez pior e q e dificil ajudar a melhorar.O unico jeito e mesmo uma revolucao grande,mas e uma pena q para mudar e preciso ter guerra.Apoio tudo oq vc disse inclusive o tamanho do texto,que e ideal...e muito dificil escrever um texto de qualidade e as pessoas querem reduzi-los..e mais dificl do que parece!
Bjos Luiza

Rod disse...

UHUUUUUUUUUUUUUUUUULLLLLL
ALELUIAAAAAA
uffa, cara esse blog faiz falt viu? n tens ideia d quant sofri por tanto tempo sem posts ¬¬" ...
nois, concordo, ngligencia a ajuda é smplesmente friesa absurda, também concordo qu temos que mudar, só quria saber qual seu ideia de um sistem perfeito, afinal, esse erros provem da base do capitalismo, é impossivel te-lo sem se ter algum destes, o que vc sugere?
te dexo essa pergunta
bjs seu fã queadoro encher o raio do saco
rodrigo

Postar um comentário

 
Copyright Blog da Mila 2009. Powered by Blogger.Designed by Ezwpthemes .
Converted To Blogger Template by Anshul .