RSS

24 de mar de 2011

Ex amigos

-Ei tá vendo aquela menina sentada naquela rodinha lá na frente, ela era minha melhor amiga, sabe aquele menino ali descendo a escada, ele é meu vizinho, eu já viajei com aquela ali de cabelo castanho, e aquele menino alto de óculos, ele já foi da minha turma.
- Engraçado eu nunca te vi conversando com nenhum deles.


- Fulano o que aconteceu com aquela nossa amiga, tá sumida
- Ah aquela ali mudou de turma.

Pois é gente esses diálogos são bastantes comuns, pelo menos pra mim são, tenho percebido uma coisa esses dias, como nós perdemos nossos amigos pelo tempo. Não falando daquele amigo que você tinha na primeira série que você nunca mais viu, porque ai é óbvio que amizade acaba, mas aquele amigo que você vê todo dia, chega um dia que você não tem mais tempo pra conversar com ele, ai você só começa a dar tchauzinho de longe, depois de um tempo você pensa assim: Se eu ficar comprimentando fulano como se não viesse ele a muito tempo todo dia, vou parecer uma retardada. Ai acontece que você para de comprimentar e no fim das contas a distância entre vocês é tão grande que assusta.



Hoje aconteceu comigo uma coisa assim, eu tava andando com a minha amiga Laila no fim da aula e de repente passa uma menina do meu lado que não me era estranha, como diria Billie Joe: I remember the face but I can't recall the name, continuando, ela me comprimentou e eu pra ser educada disse, nossa tá sumida em pensei que você tinha mudado de colégio, depois que ela saiu perguntei pra Laila, nossa qual é o nome dela mesmo, ela me responde:
Não acredito que você não lembra, é a Ana Clara aquela que era super sua amiga a dois anos.

Depois disso fiquei pasma, como eu fui esquecer da Aninha assim, nós éramos realmente inseparáveis. Confesso que fiquei com um pouco de medo de perder meus amigos assim, além dos que já perdi. Também tem uma menina que é neta da minha vizinha, éramos amiguérrimas quando tínhamos uns 8 anos, hoje vejo ela todo dia e nem comprimento, será falta de consideração, acho que não, isso é normal, será que devemos esquecer assim mesmo e seguir em frente, não sei.

Mas acho que agente devia tentar manter ao máximo as amizades.

Pois é gente, isso deixa agente triste assim mesmo but life goes on.
Comentem
Bjs,
Mila

18 de mar de 2011

Existe música ruim

Hoje fui a um debate televisivo para o qual fui convidada pela escola de música aonde estudo, o debate era ao vivo por isso ainda não pude ver do ponto de vista do telespectador, esse debate ou bate-papo foi transmitido no programa Caleidoscópio da TV Horizonte. Lá havia uma banda de São Paulo, um professor de música, um produtor musical e nós músicos mirins, opinando sobre um assunto bastante polémico, se existe ou não música ruim, é claro que a maioria disse que o que existe são só gostos diferentes, mas eu ainda tive um pouco de dúvida, realmente são só gostos diferentes ou a música ruim realmente existe, indo pra lá fiquei em um debate comigo mesma, estava dividida entre os dois lados, mas afinal é isso que os assuntos polémicos fazem com agente, certo.

Então depois de ter ganhado essa experiência decidi dividir com vocês meus conhecimentos adquiridos hoje em um debate escrito, como o da Revista Mundo Estranho, mas eu vou opinar dos dois lados.


Existe música ruim...
Argumentos:
*Músicas ruins mesmo tendo pessoas que gostem delas, são momentâneas, pode apostar que daqui a 5 anos ninguém mais vai lembrar do tchubirabiron ou do rebolation, em compensação os Beatles acabaram na década de 70 e estão fazendo sucesso ai até hoje.
*Até pessoas que ouvem essas músicas consideradas de má qualidade, admitem que são músicas ruins, com letra pobre e melodia fraca, o que acontece é que nós acabamos gostando de algumas coisas que são particulamente ruins, então não é questão de gosto.

Não existe música ruim...
*O que é música ruim para você pode ser considerado música boa para outro.
*Em contra partida não é porque uma música é momentânea que ela seja ruim, mas sim que ela fez mais sucesso em uma época por causa da realidade vivida.
*Não é porque uma música é simples que seja ruim, há muitas músicas clássicas, consideradas por várias gerações de qualidade que tem poucos acordes e letras simples.
*O que hoje é considerado modinha daqui a anos pode virar um clássico, citando Beatles como exemplo novamente, no seu começo de carreira havia muitas críticas negativas e ridicularizações por causa do sucesso, hoje são considerados uma das bandas mais importantes na história do rock.

Então é isso gente, tentei passar da maneira mais clara possível a contradição que é na nossa mente quando pensamos em assuntos polémicos assim.
Se tiverem boas ideias para mais "debates" deixem nos comentários, prometo avaliar sua ideia e se achar boa postar. Comentem também de que lado vocês preferem ficar, existe ou não música ruim na sua opinião.
E para quem quiser me ver na televisão, amanhã vai passar a reprise do programa as 8 da manhã (tá eu sei que ninguém vai ver).

Bjs,
Mila

15 de mar de 2011

Recomeço

Quando eu comecei com esse blog não estava passando por uma boa fase da minha vida, criei ele para esquecer um pouco da seriedade do dia dia falando um monte de besteiras aqui, no começo isso deu certo, meu blog ficou até famoso entre o meu grupo de amigos, mas agora 1 ano depois não me sinto tão bem escrevendo coisas sem pé nem cabeça, vocês podem pensar que em um ano é difícil uma pessoa amadurecer, mas quem acompanha o blog desde o começo vai perceber que no ano de 2010 eu passei poucas e boas, fiquei um mês internada no hospital por causa de uma apendicite do nível mais grave, quando cheguei não consegui recuperar as matérias perdidas, perdi grande parte dos meus amigos, e um tempo depois tive um grave problema na perna e descobri que a dor na minha perna será para sempre, não iremos entrar em detalhes de tudo que aconteceu, certo.

Agora que tudo melhorou vejo como no desespero comecei a escrever coisas extremamente retardadas. A maioria das pessoas quando estão tristes ficam deprimidas, eu não, eu começo a agir como uma idiota.

Depois desse lenga lenga chegamos ao que interessa, estou propondo a vocês um recomeço, não vou apagar meus antigos posts, por que eles foram importantes para mim, marcaram uma fase da minha vida, e eu quero ter a oportunidade de daqui a uns 30 anos entrar nesse blog e reviver tudo, como um diário de bordo para mim mesma. Também não vou criar um novo blog, com o tempo tenho uma espécie de carinho por esse blog e não vou conseguir abandoná-lo (eita drama).

O que estou propondo é vocês esquecerem o passado desse blog, não me condenem por meu passado mas sim por meu presente, eu sei que é difícil mas apaguem tudo que vocês leram nesse blog. Proponho a vocês um blog mais inteligente, começando parando com esse treco ridículo de música do dia e me apresentando novamente, já que minha primeira apresentação ficou incompleta.



Oi meu nome é Camila Diniz mas podem me chamar de Mila, na verdade quem me chamava assim já morreu ou mudou de país, meus amigos não me conhecem como Mila na verdade tentando fazer o apelido pegar.

Não sou uma pessoa considerada normal pela maioria, mais conhecida como a palhaça, a nerd, a esquisita e coisas do estilo. Moro em Belo Horizonte, MG.
Não tenho a ambição de me tornar escritora, esse blog é só um hobi.
O que eu faço quando não estou estudando, bem, eu faço inglês toco violão, guitarra e um pouco de baixo, também faço aulas de canto e leio eu realmente leio muito.

Traduzindo sou uma adolescente normalmente anormal.

Nesse blog pretendo tratar de assuntos presentes no nosso cotidiano, não pretendo ser muito séria, afinal quem entra em um blog é para descontrair.



Conto com vocês leitores nessa nova fase da minha vida, por favor entendam, o blog da Mila apartir desse momento está dividido em duas partes, antes e depois desse post.

Conto com o comentário de vocês sobre a mudança, quem tiver uma boa ideia para um post também pode deixar nos comentários, sempre estarei aberta a sugestões e críticas construtivas.
Pela primeira vez dessa nova fase:
bjs,
Mila

14 de mar de 2011

Filmes e livros

Música do dia: No boundaries - Adam Lambert

Antes de mais nada quero pedir desculpas pelo último post, que com todo respeito ficou uma bosta, só não vou apagar porque eu acho isso anti ético e também porque quando eu for uma adulta meus filhos poderem entrar aqui e rirem da minha cara.

Como eu fiz uma "homenagem" a música alguns dias atrás nada mais justo que eu fale um pouquinho de filmes e livros.

Antes de mais nada quero deixar bem claro para vocês não misturarem as coisas, são duas maneiras de entretenimento completamente diferentes, então você ai que quando alguém te pergunta se você já leu o livro tal e você responde que não mas já viu o filme, saiba que não é por isso que você sabe a história do livro, na maioria das vezes o diretor de cinema modifica totalmente a história para se adaptar ao "mundo cinematográfico".

Eu pessoalmente prefiro sentar e ler um bom livro do que ver um filme, mas não desvalorizo a importância da indústria cinematográfica.

Estou lendo um livro que está fazendo muito sucesso nas livrarias, chamado "A pirâmide vermelha", é escrito pelo mesmo escritor da renomada série "Percy Jackson e os olimpianos", quando meu primo leu esse livro ele disse que amou já quando eu li (estou quase terminando) não achei tão grandes coisas, não porque a história é ruim mas por causa da semelhança incrível com Percy Jackson, quem já leu a série Percy Jackson (repito LEU não viu o filme que por sinal é super infiel ao livro) vai entender o que estou querendo dizer, o livro é a mesma coisa só que sobre os deuses do Egito.

Depois dessa experiência e de outras bastante parecidas cheguei a uma conclusão, todo escritor tem sua "fórmula do sucesso", o Rick Riordan abusa do uso de pessoas que levavam uma vida normalmente difícil e de repente descobre que sua família ou ele mesmo tem poderes e tem que urgentemente aprender a usa los para salvar alguém amado, uma fórmula parecida com essa também foi usada pela genial J.K Rolling, que por sinal depois de Harry Potter não implacou mais nenhum sucesso, por mim ela nem teria parado de escrever Harry Potter, podia ir até Harry Potter e o mal de Parkinson que eu continuava lendo e tenho certeza que uma legião de fans como eu também leriam.

Lendo também os livros de Dan Brown, escritor de "O código da Vintti" percebi que ele também usa uma "fórmula", sempre começa com um assassinato e depois uma série de mistérios são descobertos por um genial historiador citando lugares reias e distorcendo histórias que estamos acostumados a ouvir desde pequenos.

No momento pretendo terminar de ler "A pirâmide vermelha" e depois ler um livro também conhecido pelo filme chamado "A última música", estrelado por Miley Cyrus, não sei se vou gostar muito desse já que não faz muito meu estilo, eu nem vi o filme mas com uma vontade de ler um romance aguado. Depois pretendo ler o clássico "Orgulho preconceito e zumbis", uma adaptação do clássico Orgulho e preconceito trocando os personagens por zumbis. Depois quero ler "Cronicas de Nárnia" de novo e ler "Coração de tinta" também bastante famoso.

Comentem por favor, digam o que vocês estão lendo ou pretendem ler.
Bjs,
Mila

12 de mar de 2011

Fim do mundo

Música do dia: The ballad of monnalisa - Panic at the disco
Sabe pessoas eu nunca acreditei em fim do mundo, mas agora eu tô começando a acreditar. Não naquele fim do mundo dos filmes, como 2012 e outros filmes que só servem pra nos deixar com medo, mas sim no fim do mundo que já começou a muito tempo.

Ontem estava vendo jornal nacional e fiquei pasma com aquelas imagens noticiadas do desastre no Japão, depois de ver aquilo cheguei a conclusão de que o mundo está realmente acabando, mas não como acontece no filme 2012, ele não vai acabar da noite para o dia.

A terra está se revoltando contra nós, igual aconteceu com os dinossauros, nós vamos ser extintos para dar espaço a uma nova forma de vida e não é proibir o uso de sacolinhas plásticas que vai nos salvar muito menos ficarmos 5 minutos por dia com a luz apagada, de todas essas ideias ambientalistas que já vi a única que realmente presta é a de plantar uma árvore a cada bebê que nasce e mesmo assim isso não vai impedir terremotos, maremotos e enchentes, porque é o ser humano que está no lugar errado.

A terra está em transformação desde sempre e nós também estamos colaborando para o fim da sociedade, CD do Restart fazendo sucesso, o fim das gravações de Two and a half man, Sandy fazendo propaganda da devassa, Abadás sendo vendidos por 200 reais, revoluções no Egito, guerras por território, crianças abandonadas na linha de trem, Ronaldinho dando desculpas pela obesidade, qual vai ser a próxima a Dilma vai abandonar a presidência para fugir para bem longe com o amor da sua vida, Lula.
O engraçado é que 300 pessoas morrem num terremoto no Japão e o mundo todo fica paralisado, 700 morrem no Brasil numa enchente e ninguém liga, nem quem é Brasileiro e mora lá fora fica sabendo.

Agora é só sentar e esperar o fim, a morte ou qualquer outra merda que vem por ai.


Comentem por favor para eu saber se tem alguém ai lendo.
bjs,
Mila

8 de mar de 2011

Sucesso pela retardadice

Música do dia: Disenchanted - My chemical romance

Retardadice, essa palavra existe, ah fodas se não existe eu acabei de inventar.

Hoje eu quero falar de uma coisa que (infelizmente) estão no nosso dia dia, as subcelebridades famosas pela babaquice. Se você ainda não entendeu o que eu estou querendo dizer, você vai entender agora.


Quem ai já viu aquele vídeo do you toba, chamado "Pedro me dá meu chip" , esse vídeo teve milhões de acessos, ontem eu estava lendo uma revista que fez referência a isso, quantas pessoas eu já vi rindo desse vídeo, e tudo por que uma mulher estava gritando na janela do Pedro pedindo o chip dela de volta, huahahaha ela quer o chip, nossa tô morrendo de ri.

Não sei se vocês lembram a 2 anos teve aquela moda do Ronaldo, é tão idiota que nem merece meu comentário.


Ai você se pergunta como pessoas assim ficam famosas, eu respondo, nós seres humanos gostamos de ver os outros se humilhando, não adianta negar é da nossa natureza maldosa, você pode ser a Madre Teresa de Calcutá, mesmo assim a sua natureza maldosa ainda tá ai. Não é porque o que a pessoa está falando é engraçado, é porque ao ver a pessoa se humilhando, pagando de retardado pra milhões de pessoas sentimos uma sensação boa, como uma forma de orgulho de si mesmo por não ser idiota daquele jeito.

Ou é isso ou o padrão de qualidade do ser humano está enfraquecendo, depois da escala evolutiva de Darwin acabar, não tinha mais para onde ir então estamos regredindo, daqui a pouco vamos virar macacos de novo.


Eu aceito que existe o humor retardado, aquele humor tipo Bob Esponja que insiste insiste até você achar graça, uma prova disso é se você pegar uma palavra qualquer e repetir 1 milhão de vezes no fim ela vai parecer hilária, é esse humor que é a base dos bordões, aquelas frases que determinados personagens repetem toda hora.

Apesar de preferir o humor inteligente entendo a importância do humor retardado, para que aquela pessoa mais humilde que não entende certas coisas também ter acesso as risadas, para que as classes baixas não entrem em depressão prejudicando o governo que vive de promessas a melhora de vida, se essas classes entrarem em depressão elas não vão acreditar na melhora, não acreditando em democracia, não votando. Por isso o governo apoia a palhaçada não só apoia como faz a maior palhaçada em brasília.

Nossa agora eu fui profunda, comentem
bjs,
Mila

4 de mar de 2011

Carnaval e outros males

ItálicoMúsica do dia: Bohemian Rhapsody - Queen
Ei você gosta de Carnaval, se sim sinto muito mas você não merece meu respeito, palavras de um sábio vlogger (Felipe Neto). Carnaval é a única época do ano em que se é permitido passar pornografia em horário nobre, e isso não é de hoje, aquela globeleza por exemplo, passa na tv completamente pelada só com umas pinturinhas de brocal pra tampar a vagina e os peitos (eu falo mermo).
Não tem época mais machista que o Carnaval, só tem mulher pelada os homens mesmo tão todos de roupa da cabeça aos pés, por isso que o povo do exterior pensa que brasileira é tudo puta.


Músicas bregas, CC, abadás, rebolation, 5 dias sem aula, gente bêbada, acidente de carro, transmissão de aids adoidado. Tá vendo só tem coisa ruim.

Agora me diga caro leitor você sabe por que existe Carnaval, aposto que não sabe. Preparados para o choque: o Carnaval é uma festa da igreja católica, isso mesmo foi criado para se despedir das luxúrias para entrar no período da quaresma, mas até quem não é católico comemora Carnaval, eu já não sei mais nada.
Tá tá é cultura, tudo bem mas não é por isso que tinha que ser tão exagerado afinal brasileiro exagera em tudo que é feriado, quando tem um feriado tudo, todas as propagandas, todas as lojas estão concentradas naquele feriado. No dia das mães por exemplo tem propaganda de tudo, já vi até propaganda de terno para os dias das mães, presenteie sua mãe dando um terno para o seu pai.


E além de ser machista o Carnaval esse ano ninguém percebeu que não vai ter dia da mulher, vai ter mas vai ser no mesmo dia do Carnaval ai quem vai lembrar, ninguém claro. Aliás tem uma coisa mais machista que o Carnaval, o dia da mulher, já sei agora ela pirou de vez, não gente presta atenção, só gente que sofre preconceito tem dia, índio, negro, idoso, criança e etc, por que não tem dia do homem, por que dia do homem é todo dia.


E agora eu vou ficar 5 dias trancada dentro de casa mexendo no computador, eu odeio ficar sem aula, me sinto sem chão, eu ia chamar minha amiga pra gente passar o feriado no clube mas agora que tá chovendo não vai dar, olha que maravilha.

Comentem por favor pra eu saber se tem alguém ai lendo essa joça, se não gostou tem um quadrinho branco ai em baixo pra você estravazar toda sua raiva e se gostou me elogiem tô precisando de um elogio pra levantar minha auto estima.
Votem na nossa enquete sobre carnaval!!
Beijokas, usem camisinha nesse Carnaval (ou seja não usem abadá) e se beber não dirija.
Mila
 
Copyright Blog da Mila 2009. Powered by Blogger.Designed by Ezwpthemes .
Converted To Blogger Template by Anshul .